A equipe

O projeto contou com um grupo de jovens produtoras(es) culturais, comunicólogas(os), pesquisadoras(es) e um especialista em informática nascidas(os) ou crescidas(os) na Bahia. Juntes reunimos esforços para fazer acontecer o Mapa das Sociedades Filarmônicas da Bahia, um projeto que acreditamos que trará uma relevante contribuição para o campo cultural baiano e para a democracia cultural no nosso estado. Apostamos na força da cultura para mudar realidades, para melhor. 

Com o fim do apoio financeiro da Aldir Blanc Bahia, o Mapa segue em atividade com a atuação da coordenação geral e de pesquisa. 

Gleise Oliveira – Coordenadora geral e de produção 

Formada em Comunicação – Produção em Comunicação e Cultura (UFBA), possui MBA em Gestão de Projetos (UNIFACS) e é mestra em Cultura e Sociedade(UFBA). Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Cultura e Sociedade (Pós-Cultura/UFBA) e tem se dedicado a pesquisa com a temática das Políticas Culturais no Brasil. Durante o mestrado teve como tema da dissertação a institucionalidade da cultura a partir do Programa Cultura Viva. É pesquisadora do Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (CULT). Possui experiência na gestão pública da cultura (2009 – 2015). Integrou a equipe de gestão do Programa Cultura Viva na SecultBA e, dentre os cargos ocupados na gestão pública, foi Diretora de Cidadania Cultural da SecultBA. Foi professora substituta no curso de Produção Cultural da UFBA. Na produção de eventos tem atuado na realização de eventos acadêmicos. Realizou a produção executiva do Enecult – Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura nos anos de 2015 e 2016 e coordenou a produção das edições 2017, 2019 e 2020. Sua ligação com a música tem raiz familiar, é neta do músico e um dos fundadores da Filarmônica União dos Ferroviários Bonfinenses, uma das inspirações para a proposição deste projeto.

Taiane Fernandes – Coordenadora de pesquisa   

Jornalista, produtora, gestora e pesquisadora cultural, formada pela Universidade Federal da Bahia, onde realizou seu mestrado e doutorado pelo Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade. Sua tese “Política Pública, Política Cultural e Participação Social: estudo de caso comparativo das Sociedades Filarmônicas na Bahia/Brasil e das Sociedades Musicais em Valencia/Espanha” investigou as políticas culturais baiana e valenciana para as sociedades filarmônicas e foi defendida em 2019, após realizar estágio doutoral de um ano na Unidade de Investigação em Economia da Cultura (Econcult), da Universidade de Valencia na Espanha. Atuou como Superintendente de Desenvolvimento Territorial da Cultura na SecultBA de 2012 a 2014 e Assistente do Conselho Estadual de Cultura de 2008 a 2009, coordenou grandes eventos como a V Conferência Estadual de Cultura da Bahia em 2013. É pesquisadora associada do Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (CULT/UFBA) onde participou de diversas pesquisas, a exemplo da pesquisa de Financiamento e Fomento da Cultura no Brasil: Estados e Distrito Federal financiada pelo Minc/Governo Federal.

Fernanda Polonio – Assistente de pesquisa e de produção

Comunicóloga, produtora cultural formada pela Universidade Federal da Bahia. Experiência em gestão pública, administração, elaboração e acompanhamento de projetos (nos setores público e privado), produção de eventos diversos, projetos sociais, assessoria técnica, socioeducação, assessoria de comunicação e marketing. Cursos nas áreas de comunicação, cultura, gestão pública e noções financeiras. Atuação por mais de seis anos na Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, como gestora e produtora executiva. Foi também parecerista técnica dos Pontos de Cultura da Bahia, através da Superintendência de Cultura, avaliadora técnica de projetos culturais (música) na Fundação Cultural do Estado da Bahia e atuou em ações no Enecult/UFBA, Parque Social, Movimento de Mulheres do Subúrbio GINGA, entre outros. Atualmente é produtora do Núcleo Fusart, da Naipes Produções, da FPF Consultoria e colaboradora da DiPreta Produções.

 

Cleise Cardoso – Estagiária de comunicação

Graduanda em Comunicação Social – Rádio e Tv, pela UNEB. Já atuou como monitora de ensino e extensão na Webrádio UNEB e atualmente integra o Núcleo de Gestão, Comunicação e Cultura do Campus XIV. Interessa-se por redes sociais e produções textuais.

Saliha Rachid – Pesquisadora

Formada em Comunicação Social c/ habilitação em Publicidade e Propaganda. É especialista em Gestión Cultural y Políticas Culturales pela Universidade Nacional de San Martin – IDAES (Instituto de Altos Estudios Sociales) e em Produção Cultural e Mídia pelas Faculdades Jorge Amado.  Foi Representante Territorial de Cultura da Região Metropolitana de Salvador e do Recôncavo baiano, Coordenadora de Macro território – Região Metropolitana de Salvador, Recôncavo e Agreste Baiano e Coordenadora de Ações Transversais dos Pontos de Cultura de Bahia na SecultBA. Recentemente atuou como instrutora do Parque Social – Projeto Líder Empreendedor Social e como coordenadora local do Programa Pátria Voluntária (PNUD). 

Estela Santana – Pesquisadora

Gestora e produtora cultural, é formada em Administração pela Universidade Federal da Bahia(UFBA) com especialização em Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), e certificada pela Project Management Institute (PMI). Tem experiência na elaboração, planejamento, produção, monitoramento de projetos culturais. Trabalhou no Teatro SESI, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) como Produtora Executiva e posteriormente como Coordenadora de Produção, e como Coordenadora da TEIA BA 2014, na Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Sua experiência também inclui trabalho em eventos na Holanda, onde morou por 6 anos. Atualmente está à frente da T2 Comunicação e Gestão de Projetos.

Camila Guilera – Pesquisadora

Pesquisadora, professora, atriz e produtora cultural. Tem formação em teatro e é Mestra em Artes
Cênicas (PPGAC UFBA) com pesquisa sobre teatro de grupo, criação compartilhada e discussões feministas levadas para a cena. Tem experiência com gestão de coletivos e projetos culturais, produção executiva, gestão financeira e elaboração de projetos de captação. Foi professora substituta da Escola de Teatro da UFBA. Trabalhou na produção de espetáculos teatrais, circulações, shows e em eventos como FILTE Bahia, Encontro de Pesquisadores em Artes Cênicas e Aldeia SESC Pelourinho. É membro do grupo de teatro A Panacéia desde 2008 e é co-fundadora do Colectivo Âmbar, rede latino-americana de artistas e gestores culturais, por meio da qual realizou atividades de intercâmbio com grupos de importante trajetória na América Latina, além da produção de festivais e montagens em co-produção internacional.

Vitor Barreto – Pesquisador

Administrador, gestor e produtor cultural. Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em Cultura e Sociedade (Pós-Cultura) da UFBA com projeto de pesquisa voltado à gestão de espaços culturais. Tem experiência na elaboração, planejamento, produção, monitoramento e prestação de contas em projetos. Como administrador e gestor cultural, trabalhou na Secretaria de Cultura do Estado da Bahia entre 2008 e 2014 como Assessor da Diretoria Geral da FUNCEB, coordenador de gestão da Diretoria de Espaços Culturais da SecultBA e assistente de projetos no Programa Escolas Culturais, uma ação do Governo da Bahia gerido pelo Instituto de Desenvolvimento Social pela Música. Desde 2015, é um dos integrantes do Grupo Vilavox de Teatro. Atualmente é co-gestor da Casa Preta Espaço de Cultura, localizada em Salvador.

Quintino Andrade –  Designer gráfico

Graduado em Comunicação – Produção em Comunicação em Cultura pela Universidade Federal da Bahia. Entre 2013 e 2017 atuou na CIPÓ – Comunicação Interativa como comunicador, educador, produtor de conteúdo no núcleo de disseminação da instituição. Desde 2015 trabalha como designer gráfico freelancer, oferecer serviços gráficos para instituições e projetos. Atualmente trabalha como designer gráfico na editoria de arte do Jornal Correio, com diagramação de páginas, produção de infografias, colagens e ilustrações para o jornal impresso e produção de peças para web.

César Augusto – Webdesigner

Graduando em Ciência da Computação, com experiência em desenvolvimento de aplicações voltadas para o âmbito teatral, como sistemas de bilheteria e de gerenciamento de eventos. Academicamente interessado por teória dos grafos e combinatória extremal. Desde 2018 atua como programador do STI UFBA, sendo responsável pleo desenvolvimento de novas funcionalidades e manutenção corretiva do sistema de gerência de eventos(GERE), além do atendimento para suporte da gestão dos eventos. Suas habilidades incluem HTML5, CSS, REACTJS, JQUERY, WORDPRESS, PYTHON e PHP. Seus trabalhos em webdesigner mais recentes incluem os portais SenalBA, SindSaúde Bahia e Sindivigilantes Bahia.